Ganso foi expulso na semifinal da Taça Rio diante do Fla

Ganso foi expulso na semifinal da Taça Rio diante do Fla LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C

Paulo Henrique Ganso foi denunciado pelo TJD-RJ e condenado, nesta segunda-feira (8) a cumprir nove jogos de suspensão pela expulsão no clássico contra o Flamengo, no final de março. Quem liderou o Tricolor, que foi multado por outros casos, foi o advogado Carlos Portinho.

Veja também: Matheus Ferraz destaca treinos de Diniz antes de jogo na Copa do Brasil

Como o Fluminense foi eliminado no Campeonato Carioca, Ganso vai cumprir a pena apenas no torneio do ano que vem. Portanto, o meio-campista está liberado para as partidas na Copa do Brasil e Copa Sul-Americana.

Ganso foi incurso no artigo 258 por conta da expulsão contra o Flamengo, na final da Taça Rio. Na ocasião, o atleta foi expulso por reclamação e, após receber o vermelho, deu um tapa na mão do auxiliar, tentando se afastar. Ele cumpriu uma suspensão automática na semifinal do torneio, diante do próprio Rubro-Negro, mas não escapou da pena para o ano que vem.

Durante a sessão, Ganso, em legítima defesa, tentou se defender. O meia afirmou que não empurrou nenhum membro da comissão de arbitragem e disse que a atitude tomada dentro de campo foi um “desabafo”, por conta do calor da partida.

Além disso, o atleta confirmou que proferiu uma frase ríspida ao auxiliar técnico. A atitude rendeu elogios dos advogados presentes ao jogador.

ALÍVIO: Pelé recebe alta do hospital em Paris e retorna ao Brasil

— Primeira vez que participo de algo como isso, em toda a minha carreira nunca participei de um tumulto. Nunca fui denunciado. No momento em que ele coloca a mão no peito, eu apenas afasto o braço dele. Pode ter parecido agressivo, mas não foi isso que acabei fazendo. Fui indisciplinado, é uma coisa feia, até porque sou exemplo para muitas crianças – afirmou.

Outros casos

Além de Ganso, o Fluminense também levou algumas multas nesta segunda-feira. André Carvalho, preparador de goleiros, foi suspenso por um jogo e com uma advertência por ter sido denunciado por reclamar do gol anulado pelo VAR na final e jogar uma garrafa de água no chão. A pena máxima, no caso, era de seis partidas.

O clube das Laranjeiras também teve prejuízos no bolso. Primeiro, levou uma multa de R$ 2 mil por conta do atraso dos gandulas na reposição de bola na partida contra o Flamengo, na final da Taça Rio. Por fim, o Tricolor foi multado em R$ 13 mil — assim como o Rubro-Negro — pela confusão generalizada entre os jogadores da equipe ao fim do jogo.

Curta a página R7 Esportes no Facebook

Brasileiros vão bem e são destaques na rodada do futebol europeu



Fonte: R7

Comentários Facebook
https://i1.wp.com/noticias.conexaocorbelia.com/cnx-crbx/uploads/2019/04/ganso-pega-pena-de-nove-jogos-por-expulsao-diante-do-flamengo.jpg?fit=660%2C360https://i1.wp.com/noticias.conexaocorbelia.com/cnx-crbx/uploads/2019/04/ganso-pega-pena-de-nove-jogos-por-expulsao-diante-do-flamengo.jpg?resize=150%2C150Notícias FutebolFutebolGanso foi expulso na semifinal da Taça Rio diante do Fla LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C Paulo Henrique Ganso foi denunciado pelo TJD-RJ e condenado, nesta segunda-feira (8) a cumprir nove jogos de suspensão pela expulsão no clássico...Dicas, curiosidades, entretenimento, notícias e tudo sobre Corbélia e região