Bandeira de Mello presidiu Fla entre 2013 e 2018

Bandeira de Mello presidiu Fla entre 2013 e 2018 Marcelo Sayão/EFE/31-08-19

O ex-presidente do Flamengo (2013-2018), Eduardo Bandeira de Mello, foi indiciado, nesta terça-feira (11), pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, juntamente com outras sete pessoas, na investigação sobre a morte de 10 jogadores da base do Flamengo, durante incêndio no Ninho do Urubu, em fevereiro último.

Leia mais: Com condições, Justiça libera de forma parcial o Ninho do Urubu para uso por atletas da base do Flamengo

O indiciamento ocorre quando o inquérito policial aponta um ou mais indícios de que uma pessoa teria cometido determinado crime, no caso, homicídio doloso, quando não houve intenção de matar.

Foram indiciados também a empresa NHJ e um técnico de refrigeração, além de engenheiros do Flamengo.

O incêndio foi causado por um curto-circuito no ar-condicionado, segundo o laudo. E ocorreu enquanto os jovens, que tinham entre 14 e 17 anos, dormiam em contêineres, que serviam como um alojamento improvisado.

De acordo com assessoria de imprensa do Flamengo, o clube ainda não foi notificado oficialmente e só vai se manifestar ao longo do dia, após análise dos advogados do clube.

Flamengo assina acordo para liberar Centro de Treinamento


Fonte: R7

Comentários Facebook
https://i0.wp.com/noticias.conexaocorbelia.com/cnx-crbx/uploads/2019/06/ex-presidente-do-fla-e-indiciado-por-homicidio-em-incendio-no-ninho.jpg?fit=460%2C305https://i0.wp.com/noticias.conexaocorbelia.com/cnx-crbx/uploads/2019/06/ex-presidente-do-fla-e-indiciado-por-homicidio-em-incendio-no-ninho.jpg?resize=150%2C150Notícias FutebolFutebolBandeira de Mello presidiu Fla entre 2013 e 2018 Marcelo Sayão/EFE/31-08-19 O ex-presidente do Flamengo (2013-2018), Eduardo Bandeira de Mello, foi indiciado, nesta terça-feira (11), pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, juntamente com outras sete pessoas, na investigação...Dicas, curiosidades, entretenimento, notícias e tudo sobre Corbélia e região