A Proteste, Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, lançou nesta semana uma ferramenta para ajudar os brasileiros a cobrar suas operadoras de internet fixa. Trata-se do Velocímetro, um site que mede a velocidade da sua internet fixa e compara com o que é prometido pela provedora.

O objetivo, segundo a Proteste, é mostrar ao consumidor quanto dinheiro ele pode estar perdendo em um plano de internet que não entrega tudo o que promete. Segundo uma pesquisa de satisfação realizada pela associação, 40% dos consumidores recebem uma velocidade menor do que a contratada.

Já de acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel, entidade que regula o setor, a velocidade média mensal não pode ser inferior a 80% do plano contratado. Com o Velocímetro, é possível medir de forma objetiva se a operadora tem fornecido ou não a velocidade de internet pela qual é paga.

Para fazer o teste, basta ir até proteste.org.br/velocimetro, fazer um cadastro (que pode ser apagado depois) e iniciar a medição. A ferramenta então mede a latência (“ping”), que é o tempo de resposta entre o seu computador e um servidor remoto; a velocidade de download, que é o volume de dados baixado da internet; e a velocidade de upload, volume de dados enviado à internet.

Segundo a Proteste, é recomendável que o teste seja feito por uma conexão via cabo à internet, já que redes de Wi-Fi podem ocasionar perdas de dados inerentes à tecnologia. Além disso, a orientação é que esse teste seja feito todos os dias, por pelo menos 30 dias seguidos. Ao final desse período, o Velocímetro mostra a velocidade média do mês e compara com o valor contratado.

Assim, se houver diferença, e a velocidade que chega à casa do consumidor for menor do que a contratada, é possível verificar quanto dinheiro está sendo desperdiçado. A Proteste cita como exemplo o caso de um consumidor que pagava por uma internet de 120 Mbps, mas só recebia 15 Mbps. Com base nessa informação, ele conseguiu pedir um abatimento de R$ 78 na sua conta.

O Velocímetro da Proteste não é o único site que faz essa medição. O Speedtest.net, por exemplo, também mede latência, download e upload, sem precisar de cadastro, mas não mostra a perda financeira no fim do mês. Já o Fast.com, criado pela Netflix, mede apenas a velocidade de download, também sem precisar de cadastro.

 

Fonte: Olhar Digital

Comentários Facebook
https://i2.wp.com/noticias.conexaocorbelia.com/cnx-crbx/uploads/2017/04/internet01.jpg?fit=750%2C499https://i2.wp.com/noticias.conexaocorbelia.com/cnx-crbx/uploads/2017/04/internet01.jpg?resize=150%2C150Conexão CorbéliaInternetTecnologiaConexão com a internet,Conexão de internet,internet,Medir conexão internet,Medir internet proteste,Medir internet speed,Medir velocidade,Proteste,Proteste internet,Protesto,Speed teste,Speed teste copel,Velocidade de internetA Proteste, Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, lançou nesta semana uma ferramenta para ajudar os brasileiros a cobrar suas operadoras de internet fixa. Trata-se do Velocímetro, um site que mede a velocidade da sua internet fixa e compara com o que é prometido pela provedora. O objetivo, segundo a...Dicas, curiosidades, entretenimento, notícias e tudo sobre Corbélia e região