Veja a rota feita pelo Boeing 777-200ER, antes de sumir completamente dos radares.

O Boeing 777-200ER, pertencente a empresa Malasya Airlines, desapareceu no sábado (08/03), por volta das (18 horas). O avião possuía cerca de 239 passageiros,

O fato de algo inusitado ter ocorrido com o Boeing 777-200ER reforça a tese para que nenhuma mensagem de perigo ou contato tenha sido feito a partir da aeronave, afirma o comandante Jorge Barros, coronel da reserva da Força Aérea que investigou durante anos acidentes aéreos civis e militares.

“Aconteceu algo súbito e incapacitante. Porque esse avião tem vários recursos para emitir sinais de emergência e protocolos e para isso são necessários alguns segundos”, destaca Moacyr Duarte, pesquisador da Coppe – Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia e especialista em análise em acidentes e controle de emergência.

A Malasya Airlines diz que seus aviões estão conectados a um sistema que envia remotamente dados sobre a situação da aeronave.

Tanto a companhia quanto a fabricante receberiam dados, como ocorreu no caso da queda do Airbus da Air France no Oceano Atlântico em 2009, matando 228 pessoas. O envio é feito de forma automática e intermitente pelo avião. Os sistemas poderiam ser desligados ou não operando corretamente.

Familiares tentam efetuar contato com os passageiros através de ligações, porém, o telefone toca inúmeras vezes, até cair na caixa postal.

Por que os celulares dos passageiros tocam e eles não atendem?

O fato de o celular tocar não quer dizer, obrigatoriamente, que o aparelho está funcionando, que ele está efetivamente tocando e, principalmente, que é possível triangular os dados para saber onde ele se encontra. Falando para a NBC, o especialista em redes Jeff Kagan explica que o processo de tocar uma vez significa que a operadora e a rede estão tentando localizar o telefone baseado no último lugar em que uma chamada foi completada. Ao expandir a rede, há um espaço entre o “estamos procurando” e o “sua chamada está sendo encaminhada para a caixa postal”.

unnamed (1)
 
O fato de os aparelhos possivelmente estarem em modo avião também aumenta esse primeiro toque, segundo Kagan. Até a possibilidade de os celulares terem sido destruídos faz com que a operadora e as redes procurem por mais tempo do que o normal. Além disso, as informações vindas da China dizem que os aparelhos dão apenas um toque e depois a ligação cai. Mesmo que ele chame três ou quatro vezes de um lado, isso não quer dizer que ele esteja tocando do outro. Agora, as autoridades estão tentando fazer as ligações e triangulações, por mais fantasmagórico e assustador que tudo isso pareça.

Para ver a rota feita pelo Boeing, clique AQUI e “aperte” Start.

Fonte: G1 / Fatos Sociais / Flightradar24

Viu algum erro? quer adicionar uma informação?  Colabore com o autor. Clique aqui e nos ajude a melhorar a matéria!

Comentários Facebook
https://i0.wp.com/noticias.conexaocorbelia.com/cnx-crbx/uploads/2014/03/9M-MRA-Malaysia-Airlines-Boeing-777-200_PlanespottersNet_318834.jpg?fit=1024%2C651https://i0.wp.com/noticias.conexaocorbelia.com/cnx-crbx/uploads/2014/03/9M-MRA-Malaysia-Airlines-Boeing-777-200_PlanespottersNet_318834.jpg?resize=150%2C150Conexão CorbéliaSem CategoriaAvião desaparecido,Boeing 777-200ER,Celulares tocando,China,Companhia Aérea,Entenda por que os passageiros não atendem,Malaysia Airline,Operadora de Celular,Pequin,Por que o celular dos passageiros do Boing tocamVeja a rota feita pelo Boeing 777-200ER, antes de sumir completamente dos radares. O Boeing 777-200ER, pertencente a empresa Malasya Airlines, desapareceu no sábado (08/03), por volta das (18 horas). O avião possuía cerca de 239 passageiros, O fato de algo inusitado ter ocorrido com o Boeing 777-200ER reforça a tese para...Dicas, curiosidades, entretenimento, notícias e tudo sobre Corbélia e região