Ao completar 85 anos, Conselho busca ser mais ágil, moderno e inovador para fortalecer as profissões representadas No dia 11 de junho, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) completou 85 anos de existência. Tendo como base o registro, a fiscalização e a disciplina das profissões que regulamenta, o trabalho desenvolvido pelo Crea-PR tem sido primordial para garantir o bom exercício por parte dos profissionais e a fiscalização do mercado, proporcionando, por consequência, segurança à população.
Mais do que celebrar 85 anos de história, o Conselho tem mirado o futuro: se o tema inovação é recorrente em todos os ambientes profissionais, no Crea-PR não é diferente. Assim como nas demais instituições, empresas e marcas, o desafio do momento é encontrar formas de manter sua pertinência e relevância em um novo cenário nacional, que engloba a implementação de novidades tecnológicas, a agilidade e a simplificação de processos.
“Ao atingir 85 anos, comemoramos um passado de glória, que nos levou a ter um Conselho respeitado em todo o país. O momento é de agradecer aos 19 presidentes de gestões anteriores que ajudaram a construir esta história de sucesso e realizações, bem como a todos os envolvidos com o Conselho, Entidades de Classe, instituições de ensino, profissionais, colaboradores e parceiros. O desafio agora é manter essa história, fazer do presente um período de muita atuação para assegurar um futuro que nos reserva ainda muitos avanços”, conclui o presidente do Crea-PR, Engenheiro Civil Ricardo Rocha.
O novo sistema de emissão de Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs), implantando em agosto deste ano, faz parte das ações para inovar nas relações com os profissionais. Uma das novidades do sistema é a atualização do software, que será mais ágil, amigável e também adaptado ao uso em dispositivos móveis (smartphones e tablets). A outra é a adoção de uma Tabela de Obras e Serviços (TOS), definida pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) e que promove padronização nacional.
Missão
Defender e proteger a sociedade, por meio da regulamentação, fiscalização e fomento do exercício ético das profissões relacionais às Engenharias, Agronomia e carreiras de Geociências continua sendo a missão do Crea-PR. “Este, aliás, é um ponto fundamental para entender a relevância do Conselho, que tem sua atuação focada nas profissões: como elas são executadas e de que forma podem impactar a vida das pessoas, num espectro que vai desde atividades de mineração à construção civil, da conservação de solos ao armazenamento dos produtos agrícolas, da conservação das águas à produção de energia limpa”, destaca o presidente Ricardo Rocha.
Para cumprir essa missão, o Crea-PR conta com as Câmaras Especializadas, encarregadas de julgar e decidir sobre os assuntos de fiscalização pertinentes às respectivas especializações profissionais e infrações do Código de Ética. São seis Câmaras Especializadas, que representam as grandes áreas da Engenharia e Agronomia:
Câmara Especializada de Agrimensura e Engenharia de Segurança do Trabalho;
Câmara Especializada de Agronomia;
Câmara Especializada de Engenharia Civil;
Câmara Especializada de Engenharia Elétrica;
Câmara Especializada de Engenharia Mecânica e Metalúrgica;
Câmara Especializada de Engenharia Química, Geologia e Minas.
Os componentes das Câmaras Especializadas reúnem-se regularmente, conforme calendário aprovado pelo Plenário do Conselho.
Presidente do Crea-PR, Engenheiro Civil Ricardo Rocha.
Guilherme Pupo
Futuro
A grande evolução experimentada pelo Paraná nas últimas décadas é apoiada pelo trabalho e dedicação de milhares de paranaenses e pela atuação de órgãos como o Crea-PR. As obras de Engenharia estão presentes em praticamente todas as áreas, contribuindo para melhorar a vida da população e promover o crescimento econômico.
“Não sabemos como será o futuro, o que teremos daqui alguns anos com o desenvolvimento, mas com certeza o Conselho estará presente nesta caminhada e neste futuro, ajudando no desenvolvimento do Paraná”, completa o presidente do Crea-PR.
85 anos de atividades
Criada em 11 de junho de 1934, a autarquia pública trabalha na defesa dos interesses da profissão, regulamentando e fiscalizando a atuação de profissionais e empresas das áreas das Engenharias, Agronomia e Geociências. O Crea-PR também promove ações de atualização e valorização profissional por meio de termos de fomentos disponibilizados via Editais de Chamamento.
O Crea-PR está presente em todas as cidades do Paraná, por meio das Regionais Apucarana, Curitiba, Cascavel, Guarapuava, Londrina, Maringá, Pato Branco e Ponta Grossa. São 35 Inspetorias, com 148 Inspetores espalhados pelo Estado, além de 123 Conselheiros.
Segundo o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), atualmente são 102 títulos, em oito modalidades: Agrimensura, Agronomia, Civil, Elétrica, Geologia e Minas, Mecânica e Metalúrgica, Química e Segurança do Trabalho.
O Paraná tem 88.946 profissionais registrados, com concentração em dez títulos: Engenheiro Civil (35,4%), Engenheiro Agrônomo (17,7%), Engenheiro Eletricista (12,8%), Engenheiro de Segurança do Trabalho (7,3%), Engenheiro Ambiental (2,3%), Engenheiro Químico (2,2%), Engenheiro Florestal (2,1%), Engenheiro de Produção (1,1%), Geólogo (1,1%) e Engenheiro de Controle e Automação (0,6%).
Lançamento do Selo dos 85 anos do Crea-PR.
Guilherme Pupo
Participação feminina
Dentre os 88.946 profissionais registrados no Crea-PR, 13.532 são mulheres (15,21%). Os cursos com maior participação feminina são: Engenharia Civil (5.880 entre 31.474 profissionais – 18,7%); Agronomia (2.161 de 15.757 – 13,7%); e Engenharia de Segurança do Trabalho (1.231 em 6.517 – 9,1%). O curso com maior proporção feminina é o de Engenharia de Alimentos, com 70,4% (321 mulheres entre 456 profissionais registrados).
Ações descentralizadas
O Conselho promove ações para o crescimento do Estado, melhoria do ambiente de trabalho e garantia dos direitos de quase 90 mil profissionais registrados. Essa descentralização dos serviços é um diferencial do Crea-PR, com o objetivo de garantir agilidade e eficiência no atendimento aos profissionais, empresas e à sociedade.
Ao prezar pelo exercício ético da profissão, o Conselho contribui para a proteção da sociedade. Citado como modelo dentro do Sistema Confea/Crea – que abrange um universo de um milhão de profissionais no Brasil todo – o Crea-PR se destaca pela sua eficiência na fiscalização, agilidade e inovação.
Saiba mais sobre o Crea-PR no site.
Jornalista Antônio Menegatti

Fonte: G1

https://i1.wp.com/noticias.conexaocorbelia.com/cnx-crbx/uploads/2019/11/crea-pr-implanta-inovacoes-para-continuar-defendendo-a-sociedade.jpg?fit=1024%2C683&ssl=1https://i1.wp.com/noticias.conexaocorbelia.com/cnx-crbx/uploads/2019/11/crea-pr-implanta-inovacoes-para-continuar-defendendo-a-sociedade.jpg?resize=150%2C150&ssl=1Conexão CorbéliaParanáAo completar 85 anos, Conselho busca ser mais ágil, moderno e inovador para fortalecer as profissões representadas No dia 11 de junho, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) completou 85 anos de existência. Tendo como base o registro, a fiscalização e a disciplina...Dicas, curiosidades, entretenimento, notícias e tudo sobre Corbélia e região